Lock | Área restrita

Topo


O Milagre da Salvação

10/08/2012

Vemos no relato dos Evangelhos que Nosso Senhor Jesus realizou muitos sinais e maravilhas, vários milagres, entretanto podemos nos perguntar, qual era a importância dos milagres e dos sinais no ministério de Nosso Senhor Jesus Cristo? O que nos chama atenção no ministério de Cristo é que Ele estabelece a justificação de Seus procedimentos, não somente com palavras, mas consumadamente com atos de poder divino.

Isto fica evidente quando olhamos para o Evangelho de Marcos e vemos que, “eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com sinais que se seguiram” (Mc. 16.20). Na primeira investida de oposição do Sinédrio, eles fizeram uma reunião de oração e pediram a Deus que Ele defendesse a posição deles, Seus servos. Sua oração foi: “...concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra, enquanto estendes a mão para fazer curas, sinais e prodígios por intermédio do nome do teu santo Servo Jesus” (At. 4.29,30). A seqüência deste episódio mostra que o lugar moveu-se e que os discípulos ficaram cheios do Espírito Santo, e com toda intrepidez anunciavam a palavra de Deus e davam, com grande poder, o testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça.

Assim, nós vemos que os sinais e maravilhas, os milagres realizados por Jesus e também pelos apóstolos tinham a finalidade de autenticar a Sua real missão de libertar as pessoas dos seus pecados. Estes milagres testemunhavam a obra redentora de Cristo.

Nós fomos alvo de um grande milagre, o milagre da Salvação em Cristo, fomos salvos do pecado e regenerados para uma vida de santidade. Nossa oração deve ser como a dos discípulos para que de semelhante modo possamos testemunhar da ressurreição de Cristo e com grande poder anunciar e testemunhar que nós fomos alcançados por um grande milagre, a Salvação efetuada na Cruz de Cristo.

Pr. Wagner Zanelatto

Sucata
Artigos
Testemunhos